Maioria da cana bisada na safra atual é matéria-prima que trocou de ponto de moagem

3/17/2016

Cana que saiu de usinas desativadas ou sem condições financeiras para honrar os compromissos


Para os técnicos da MBF Agribusiness, que além da especialidade em projeções econômica e gerenciamento de custos de produção convivem diariamente no campo e na indústria, as estimativas de moagem estão em 630 milhões de toneladas, para a nova safra, porém nesse número está parte da cana bisada da safra 15/16, estimada em torno de 28 milhões de toneladas

Na opinião de Marcos Antonio Françóia, diretor da MBF, grande parte da cana bisada na safra atual é matéria-prima que trocou de ponto de moagem, ou seja, que saiu de usinas desativadas ou sem condições financeiras para honrar os compromissos com os fornecedores, passando para as empresas que estão em melhores condições econômicas, mas que devido ao fator clima, não conseguiram processar essa cana adicional.

Na entressafra, algumas usinas terão poucos dias de parada, ou nada, antes de iniciar a moagem da nova safra. Por isso, o especialista acredita que há dúvidas do volume de cana bisada, ou do quanto será processado na safra atual. “Uma dúvida que preocupa, pois somente será sanada com um planejamento sério e com divulgação correta dos números da safra”, finaliza. 

Veja matéria completa na editoria Economia na edição 30 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf. 
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline

 

 

Please reload