O olhar feminino faz muita diferença

3/21/2016

Rosana Zumstein, de família de pai caminhoneiro, a gestora de uma das principais operadoras logísticas do setor sucroenergético

Clivonei Roberto

Apesar da crise política e econômica que o Brasil enfrenta, o setor sucroenergético começou 2016 com perspectivas animadoras de recuperação. Mas o processo de retomada será gradual para todos os segmentos da cadeia. 
Para as empresas que prestam serviços para o setor, por exemplo, a recuperação ainda está bem tímida. “Percebemos que os clientes continuam comprando menos, têm orçamento apertado, e passam por um processo de reestruturação interna”, analisa Rosana A. S. Zumstein, diretora administrativa e financeira da TransEspecialista (TE).

Especializada no segmento de transporte e logística, a empresa dirigida por Rosana mantém o foco na qualidade. “Não é porque o mercado está em crise que vamos leiloar nossos fretes ou assumir um comportamento predatório. Definimos que vamos sobreviver à crise dentro do que é nossa política de missão, de valores, não vamos abrir mão da qualidade e correr o risco de destruir a nossa marca”, pontua Rosana. “Quando a crise vem, já tira todo alicerce financeiro; não podemos perder outros alicerces preciosos, como a ética e a credibilidade”, acrescenta.

Veja matéria completa na editoria Logística na edição 30 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf. 
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline

Please reload