MT: Grupo chinês Pengxin quer investir US$ 2 bi no Estado

5/17/2016

O grupo chinês Pengxin está em conversações com o governo do Mato Grosso para implantar um grande projeto agrícola e logístico no estado. Ao todo, os asiáticos acenam com investimentos de até US$ 2 bilhões na compra de terras, plantação de grãos e em infraestrutura.

Governador mostra potencial da agricultura

O governador Pedro Taques e o secretário de Desenvolvimento Econômico Seneri Paludo, se reuniram, no último dia 13 de abril em Cuiabá, com empresários chineses e brasileiros para apresentar as potencialidades de Mato Grosso para investimentos em agricultura, turismo e outras áreas.

O Grupo Pengxin está concretizando um investimento de aproximadamente 3 bilhões dólares em Mato Grosso, com a possibilidade de outros investimentos na ordem de até 20 bilhões de dólares em diversas áreas como agronegócio, infraestrutura, logística, indústria, comércio e setor energético em um prazo de 10 anos. Não foram informados os municípios onde pretendem investir.

Taques apresentou o ambiente negocial que tem sido criado em Mato Grosso, os projetos para melhoria logística do Estado, como integração com o porto do Chile, além de mostrar as riquezas e o potencial do agronegócio local.

O governador também mostrou vídeos institucionais de Mato Grosso traduzidos para o mandarim e propôs um intercâmbio cultural entre estudantes, professores e empresários para ajudar a estreitar os laços entre o país e o Estado.

O secretário Seneri Paludo afirmou que esta foi a primeira reunião do Estado com um grande grupo privado Chinês com investimentos concretos e expectativas de diversas parcerias em outras áreas. "Definimos algumas estratégias como uma rodada de negócios com empresários chineses aqui no Brasil e também levarmos empresários brasileiros para conhecer as oportunidades dos negócios na China".

Segundo o secretário também foi proposto uma parceria de estados irmãos entre Xangai e Mato Grosso.

Jiagn Zhaobai (Na foto com o governador Pedro Taques), fundador do Grupo Pengxin e Shanghai Pengxin Real Estate Development, conglomerado que conta com mais 40 empresas subsidiárias e trabalhos nos setores imobiliários, construção civil, agricultura, indústria e comércio, contou que ficou bastante surpreso com a seriedade e a ambiência para negócios encontrado em Mato Grosso. Ele afirmou que levará as experiências obtidas no encontro para China e que em breve espera anunciar mais parcerias no Estado (Jornal Relatório Reservado e Brasil Agro 17/05/2016)

Please reload